Select Page

Palestrantes e Mediadores

LEONARDO M. MOREIRA

Licenciado em Química. Doutor em Educação e Mestre em Ensino de Ciências pela Universidade de São Paulo. Licenciado em Química pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Ator e diretor de teatro. Pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Química do Instituto de Química e no Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Saúde do Instituto NUTES, ambos da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor no Campus Macaé da UFRJ e coordenador do Projeto Ciência

RENATA HEISLER NEVES

Pós doutora em Helmintologia e Doutora em Biologia Parasitária pela Fundação Oswaldo Cruz. Mestrado em Biologia Humana e Experimental pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Docente Associada da Faculdade de Ciências Médicas, UERJ. Coordenadora dos projetos de extensão “Educação e saúde na área de Parasitologia” e “Liga de Parasitologia – LiPar”, nos quais associa ciência, cultura, educação e metodologias alternativas de ensino.

SILVIA MONTE

Diretora e autora teatral, gestora cultural e produtora. Bacharel em Artes Cênicas pela Escola de Teatro da Universidade do Rio de Janeiro. Bacharel em Psicologia e Formação de Psicólogo, pela Universidade Federal da Bahia. Funcionária Pública do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, há vinte anos desenvolve gestão cultural. Atualmente é responsável pelo desenvolvimento de programas artísticos na Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro. Idealizadora e curadora do programa “Teatro na Justiça”, realizou vinte e duas produções teatrais, tendo dirigido doze dessas produções, com elencos diversos formados só por magistrados (“Os Físicos”; “Antígona”); magistrados e advogados (“Doze Homens e uma sentença”); só por atores (“Um inimigo do Povo”, “A visita da velha senhora”).

Em sua mais recente criação, idealizou, dirigiu e produziu durante a quarentena, o audiodrama original em formato de podcast “O direito de pensar – Uma viagem radiofônica ao julgamento do Macaco” de sua autoria, em parceria com José Henrique Moreira e Ricardo Leite Lopes; com elenco formado por magistrados, advogados e atores. O texto gira em torno do célebre “julgamento do macaco”, ocorrido em 1925, no Tenesse, no qual um professor foi julgado por ensinar a Teoria da Evolução segundo Charles Darwin.

MARINA H. COUTINHO

Doutora em Artes Cênicas e Mestre em Teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNI-Rio. Coordenadora do Programa Teatro em Comunidades. Docente da UNI-Rio, no curso de Licenciatura em Teatro e nos Programas de Pós-Graduação em Artes, e de Ensino de Artes Cênicas. Realizou pesquisa de pós-doutorado no Centre for Performance, Practice and Research, Universidade de Winchester, Inglaterra. Autora do livro “A favela como palco e personagem”, 2012.

THELMA LOPES

Doutora em Ciências pelo Instituto Oswaldo Cruz. Mestre em Teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. No Jornal do Brasil escreveu sobre Ciências, Artes e sociedade, entre 2018 e 2019. Cofundadora do “Ciência em Cena” – Fiocruz. Atualmente coordena os Espaços da Ciência vinculados à Fundação Cecierj e a “I Olimpíada de Ciência & Arte” da instituição. Autora do livro “Do fóssil ao fosso: arte, ciência e empatia”, 2020, e coeditora do livro “Ciência em cena: teatro no Museu da Vida”, 2019.

X